PADARIA NA RUA ITUVERAVA É UMA DAS MAIS ANTIGAS DO BAIRRO

01/01/2014 |
Assunto: , Alimentação & Bebidas, História

No início da década de 90, o economista Luiz Antônio Queiroz abandonou a rotina bancária para trabalhar com um tio em uma padaria que funcionava na Freguesia, na Estrada de Jacarepaguá

ItuveravaPadaria20140101Luiz

A mudança de funções tão diferentes não abalou o ex-bancário, pelo contrário, ele logo se adaptou à nova rotina e, alguns anos depois, passou de gerente de padaria a dono do próprio negócio.

– Trabalhei até 1996 com meu tio na padaria dele, na Selva de Pedra. Naquela época soubemos que iriam abrir em frente a nós um hipermercado, o que nos ocasionaria uma grande concorrência. Rapidamente, então, decidimos passar o ponto e virei sócio, juntamente com meu pai e meu tio, na Padaria Ituverava, de propriedade do meu amigo Francisco Romão, e que já funcionava desde 1960.

Luiz garante que o ramo de padarias é muito desgastante e já foi mais lucrativo, porém, ele não pensa de jeito nenhum em trabalhar com outra atividade. Perguntado sobre o que de mais positivo existe no seu dia a dia, o comerciante tem a resposta na ponta da língua.

– Nós criamos grandes amizades com os clientes. Esse, com certeza, é o melhor retorno. Eles (os clientes) não dizem: “vou ali na padaria”. Eles dizem: “vou ali no Luiz, ou vou ali no Francisco”. Tornam-se amigos de verdade – diverte-se Luiz Antônio, que chamou pelo nome uns cinco clientes que adentraram no estabelecimento nos cerca de dez minutos em que ele suspendera o atendimento para nos dar esta entrevista.

ItuveravaPadaria20140101Vista

A Padaria Ituverava, ao longo de seus mais de cinquenta anos de existência, passou por grandes reformas e hoje, com 22 funcionários, funciona praticamente como um minimercado, com excelente variedade de itens.

A modernidade, entretanto, não fez com que o principal protagonista de toda boa padaria saísse de cena: o tradicional pão francês, sempre quentinho e muito elogiado pela clientela. Além dele são oferecidos o pão italiano ciabatta e o australiano, entre outras variedades.

Também são produtos em alta no estabelecimento o frango assado, vendido diariamente, e a costelinha de porco, vendida aos sábados, domingos e feriados. Estas iguarias atraem até mesmo clientes de outros bairros.

– O segredo do frango e da costelinha é que não economizamos no tempero, sempre caseiro e com muito alho e cebola. Temperamos com antecedência para penetrar na carne e ficar com bastante sabor. O único problema é a fila que, inevitavelmente, se forma nos fins de semana – explica Luiz, que oferece um frango especial fornecido por um distribuidor da região Serrana do Estado.

Fonte: Revista Acija Março/Abril 2012
Marco Moreira

+Padaria Ituverava

Voltar Próximo artigo