Da existência humana ao esporte

30/05/2021 |
Assunto: , Esportes

A natureza não precisa de nós, mas nós dependemos dela para sobreviver,
quanto mais urbano, mais perdemos nossa essência e instintos

Greenpeople20210530

O esporte para o ser humano pode resgatar essa essência. Criados nas metrópoles, não precisamos mais caçar ou colher o próprio alimento, nem fugir para sobreviver. Mas no dia a dia dos treinos e, principalmente, nas competições, nossos instintos voltam a aflorar. Às vezes a sensação é de luta pela sobrevivência ou de fuga, seja para terminar um treino ou para não deixar outro atleta nos alcançar.

Tem dias que nos consideramos caçadores, gigantes imbatíveis, que conquistam pouco a pouco cada metro e vencendo cada subida, vento contrário, mar agitado e qualquer outro obstáculo que apareça à nossa frente. No esporte, como na vida, passamos por dias mais fáceis, que fluem; dias difíceis, com obstáculos que parecem intransponíveis, mas que no final, sempre ou quase sempre superamos para que outros dias semelhantes pareçam menos desafiadores.

Para evoluir na vida e no esporte precisamos de rotina, empenho e comprometimento. Precisamos diversificar para não nos desmotivar, para nos desafiar, para crescermos e evoluirmos com cada experiência. Que a experiência e o conhecimento nos orientem a tomar decisões e que ao longo da vida e do esporte, saibamos aproveitar o aprendizado dos que nos antecederam, nos levando a escalar as vias conhecidas com mais facilidade e permitindo que haja tempo para novos caminhos a serem explorados.

Fonte: Greenpeople
Bernardo Tillmann
Triatleta e Corredor de Aventura
+Greenpeople

Voltar Próximo artigo