Brinque, Pule, Corra, Nade, Movimente-se

23/01/2021
| Colunista: , Ricardo Freitas
|
Assunto: , Infância & Adolescência, Piscinas, Saúde

Você sabia que, de acordo com dados do Ministério da Saúde,
uma a cada três crianças sofre com a obesidade no Brasil?

PortoRicoPiscinas20210123F01

Mães e pais sabem, a gente faz tudo em busca do melhor para os nossos filhos, estamos sempre preocupados com o bem-estar, educação, desenvolvimento e saúde dos pequenos.

Então, que tal deixar um pouco o celular e o tablet de lado, se desconectar do mundo virtual para praticarem alguma atividade mais juntinhos e de forma mais real?

Além de fortalecer o laço com as crianças, brincar junto promove saúde, pois além da diversão, traz outros benefícios que vamos contar aqui para vocês!

Vamos brincar mais
PortoRicoPiscinas20210123F02Com a correria do dia a dia, às vezes acabamos deixando de lado as coisas simples, como brincar com os pequenos. Mas você sabia que apenas 15 minutos bastam para a diversão? Brincar é fundamental para que a criança desenvolva a criatividade, a comunicação e a empatia, consequências positivas que ela levará para a vida toda.

Brincando elas aprendem a lidar com regras, a entender seus limites físicos e, de alguma forma, acabam praticando exercício físico. Pular, correr, nadar, por exemplo, são exercícios que mais se parecem com brincadeiras!

Vale lembrar que é muito importante que as crianças realizem atividades que façam com que elas se movimentem para promover a saúde e o bem-estar.

Quanto mais cedo essas atividades forem inseridas na vida dos pequenos, maiores serão os benefícios na vida adulta. Nesta fase da infância, o que poderia ser uma obrigação pode virar uma grande diversão e fazer muito bem!

Portanto, vale a pena dedicar um tempinho para acompanhar as crianças em algum exercício físico e incentivar a movimentação.

Crianças ativas serão adultos mais saudáveis
PortoRicoPiscinas20210123F03Como já falamos acima, quanto mais cedo incentivarmos as crianças à prática de atividades físicas, mais benefícios elas terão em suas vidas adultas. Porém, praticar algum esporte na infância não é um investimento só para o futuro.

Os benefícios dos exercícios regulares são para todas as idades, para as crianças eles contribuem significativamente no combate de doenças, no desenvolvimento, e são tão importantes para o crescimento saudável quanto uma alimentação equilibrada.

Você sabia que, de acordo com dados do Ministério da Saúde, uma a cada três crianças sofre com a obesidade no Brasil? A prática de esportes ajuda a combater esse problema, atuando tanto no controle de peso, quanto na agilidade e musculatura. Melhoram também as funções respiratórias, prevenindo outros problemas de saúde, e promovem a liberação de substâncias que aliviam o estresse e a ansiedade, melhorando também o sono e a atenção. Vamos aproveitar e falar mais sobre esta parte a seguir.

Atenção, concentração e conhecimentos
PortoRicoPiscinas20210123F04Com a atividade física a concentração das crianças aumenta e, consequentemente, o desempenho escolar também fica melhor. Isso acontece porque a prática de atividades físicas ajuda no aumento da cognição, melhorando o fluxo de oxigênio e de sangue para o cérebro, subindo os níveis de noradrenalina e endorfinas (neurotransmissores que reduzem o stress e regulam o humor).

Praticar esportes também ensina as crianças a se conhecerem melhor e a entenderem o espaço que ocupam. São ótimas oportunidades para as crianças aprenderem diversas pequenas lições, como ter disciplina, trabalhar em equipe e respeitar os outros coleguinhas.

Os exercícios também são uma ótima oportunidade para aprender a lidar com as derrotas, as crianças aprendem a não desistir e a encarar as dificuldades, aumentando em muito sua autoestima.

A escolha da atividade física
PortoRicoPiscinas20210123F05No momento desta decisão os pais devem levar em consideração a opinião dos pequenos. Respeitar a escolha das crianças é fundamental, pois quando elas praticam uma atividade escolhida por elas mesmas, a realizam com mais interesse.

É importante ter em mente que algumas atividades são mais indicadas para determinadas faixas etárias por questão de segurança. Nós recomendamos, por exemplo, que bebês a partir dos dois meses de idade já se aventurem em seus primeiros mergulhos na piscina. A partir dos 5 anos, as crianças devem realizar atividades em grupo, pois incentivam a cooperação e o altruísmo. E até que elas completem 7 anos, as atividades devem ser lúdicas e não devem incentivar a competição, pois a criança ainda não tem maturidade e estrutura psicológica para este tipo de disputa.

E, vale lembrar que a melhor forma de ensinar qualquer coisa para as crianças é através do exemplo. Fazer uma atividade física com elas ajuda a desenvolver o interesse, além de dar a oportunidade de aproveitar um tempo juntos. Afinal, estar com quem a gente ama é o que mais importa!

Quer saber mais sobre piscinas? Fale conosco.

+Porto Rico Piscinas

Voltar Próximo artigo