Anedotas

18/03/2024 |
Assunto: , Humor

Anedotas20240318F02Anedotas20240318F01

VISITA AO CEMITÉRIO

Uma senhora faz uma visita todas as semanas ao túmulo do seu falecido marido e rega as flores existentes. E o engraçado é que ele sempre vai embora, andando de costas.
Uma senhora que também faz suas visitas quase diárias, não consegue suportar a curiosidade, vê-la andando sempre assim quando se vai embora, e decide perguntar.
– Ei, desculpe você! Por que você sempre vai embora daqui andando para trás?
– É que o meu falecido marido sempre me dizia. Tens um traseiro capaz de ressuscitar um morto. E eu não quero correr riscos.

Bêbado na Consulta Médica

José era o bêbado mais conhecido do bairro, e alguns o chamavam de Zé da Pinga, pois estava sempre nos bares da vizinhança. Um dia, ele acordou sentindo-se meio mal e foi ao médico. Chegando lá, o médico fez alguns exames e, depois, o chamou para conversar:
– O senhor tem abusado demais da bebida!
E ele ainda leva na piada:
– Não abuso não, doutor, vou abusar de quem eu gosto?
– Não brinque com isso, José! O seu fígado está abalado! O senhor precisa parar de beber para deixar o seu fígado se regenerar.
– Ah, doutor. Então me dá um remédio qualquer e está tudo em ordem.
– O melhor remédio para o senhor é parar de beber.
José nem pensa nessa hipótese e dá risada.
– Poxa, doutor. A medicina está tão avançada, não tem outra forma?
Então o médico tem uma ideia:
– Vamos fazer um acordo: o senhor para de beber por quatro meses, fazemos um novo exame e conversamos sobre beber moderadamente. O que o senhor acha?
– E nesses quatro meses eu vou beber o quê?
– O senhor vai beber leite! É um bom tratamento.
– Leite? Outra vez?
– Como assim? O senhor já fez esse tratamento?
– Sim, nos primeiros meses de vida!

Dirigindo Bêbado

Um irlandês voltava para casa depois de passar horas bebendo no bar. É claro que ele estava dirigindo muito mal, levando o carro em ziguezague pelas ruas. Um policial viu a cena e o mandou parar.
– Muito bem. Onde o senhor estava?
– Que pergunta! Estava no bar.
– Bem, parece que o senhor bebeu um pouco além da conta esta noite.
– Acho que sim.
E o policial sério cruza os braços e diz:
– O senhor sabia que, há alguns quarteirões atrás, o senhor deixou sua esposa cair do carro aos berros?
– Ah, era isso? Ufa! Ainda bem!.
– Como assim ainda bem?
– Achei que estava ouvindo coisas demais por causa da bebida!.

Loiras Que Se Entendem

Uma loira está dirigindo seu carro esporte grande vermelho à toda velocidade quando é surpreendentemente parada por uma policial também loira.
– Posso ver sua carteira de motorista?
A loira começa a procurar a carteira freneticamente na bolsa, até que pergunta:
– Como é mesmo a carteira de motorista?
– É retangular e tem uma foto sua.
A loira acha na bolsa um espelho retangular. Ao pegá-lo, ela olha para o espelho e o entrega para a policial.
A policial olha para o espelho, devolve para a loira e diz:
– Tudo bem. Pode ir. Não sabia que você também era policial.

Sapo Falante

Um homem de 72 anos tinha o hábito de pescar no rio. Ele estava sentado no barco, pescando como de costume, quando ouve uma voz dizendo:
– Ei, por favor, pegue-me.
Ele olhou ao redor e não viu ninguém. Achou que estava sonhando, mas, mais uma vez, ouviu a voz:
– Ei, pegue-me.
Ele olhou ao redor mais uma vez e viu, na sua frente, um sapo boiando na água do rio. O homem ficou surpreso, pois nunca tinha visto um sapo falante, mas perguntou:
– Está falando comigo?
– Sim, estou falando contigo. Tire-me aqui do rio e então dê-me um beijo, e eu vou me transformar na mais linda mulher que você já viu em toda a sua vida, a ponto de deixar seus amigos caindo de inveja. Eu serei sua esposa!
O homem olhou para o sapo e decidiu pegá-lo. Retirou-o da água do rio e cuidadosamente o colocou no bolso da camisa.
O sapo então pergunta:
– Está louco? Prestou atenção no que eu disse? Disse para me beijar e eu serei sua linda e maravilhosa esposa.
O pescador olhou para o sapo e disse:
– Ah, não. Na minha idade, eu prefiro a companhia de um sapo falante.

O Bêbado e o Padre

Numa noite tranquila, dois amigos vão ao cemitério roubar cajus. Enquanto estão pulando o muro, dois cajus caem para fora do muro. Estando já do lado de dentro do cemitério, eles pegam vários cajus e começam a dividir.
– Um pra mim, um pra você.
Enquanto isso, um bêbado que passava na hora, ouve a divisão, e assombrado, corre até a igreja.
– Seu padre, o diabo está dividindo as almas com Jesus lá no cemitério!
O padre, incrédulo, replica:
– Impossível!
– Vamos lá comigo, então!
Os dois seguem para o cemitério e chegando lá, ouvem a divisão:
– Um pra mim, um pra você.
O bêbado diz:
– Eu num falei?
– É mesmo!
De repente, a voz de dentro do cemitério diz:
– Pronto! Agora só falta pegar aqueles dois que estão lá fora.
O padre diz:
– Corre, desgraça, que agora é a nossa vez.

Como Você Está se Sentindo?

Um fazendeiro chamado João sofreu um acidente de carro. No tribunal, o advogado da empresa de caminhões questionava João.
– Você não disse, no momento do acidente, “eu estou bem”?
– Bem, vou lhe contar o que aconteceu. Eu tinha colocado minha mula favorita, Justina, no…
– Eu não lhe pedi nenhum detalhe. Basta responder à pergunta. Você não disse, na cena do acidente, ‘eu estou bem’?”
João insistiu:
Bem, eu tinha colocado Justina no trailer e eu estava dirigindo pela estrada.
O advogado interrompeu novamente e disse:
– Juiz, estou tentando estabelecer o fato de que, na cena do acidente, este homem disse ao guarda rodoviário que estava bem. Agora, várias semanas depois do acidente, ele está processando meu cliente. Acredito que ele é uma fraude. Por favor, diga a ele para simplesmente responder à pergunta.
A essa altura, o juiz estava bastante interessado com a resposta de João e disse ao advogado:
– Gostaria de ouvir o que ele tem a dizer sobre sua mula favorita, Justina.
João agradeceu ao juiz e prosseguiu.
– Bem, como eu estava dizendo, eu tinha acabado de levar Justina, minha mula favorita, até o trailer e estava dirigindo pela estrada, quando este enorme caminhão avançou o sinal vermelho e bateu na minha caminhonete bem na lateral. Eu fui jogado em uma vala e Justina foi jogada na outra. Eu estava muito ferido e não conseguia me mover. No entanto, eu podia ouvir a velha Justina chorando e gemendo. Eu sabia que ela estava muito machucada apenas por seus gemidos. Quando o guarda entrou em cena, ele ouviu Justina chorando e gemendo, e então foi até ela. Depois que ele olhou para ela e viu sua condição quase fatal, ele pegou seu rifle e atirou nela na cabeça. Então o patrulheiro atravessou a rua, a arma ainda na mão, olhou para mim e disse:
– Como você está se sentindo?
– Agora, o que diabos você diria?

+Humor

Voltar Próximo artigo