VAI DE BIKE FREGUESIA

15/12/2018 |
Assunto: , Lazer, Meio Ambiente, Mobilidade, Tecnologia

VDBF20181215Logo

É a proposta de criação de um DNA socioeconômico, através da implantação do primeiro pólo de ciclismo do país, que visa também criar um bairro inteligente

Ciclovias e compartilhamento de bicicletas são cada dia mais necessário para possibilitar uma mobilidade rápida, eficiente, de baixo custo e alto benefício, além de saudável e não poluente para pequenas, médias e até mesmo grandes distâncias. O ciclismo vem sendo utilizado como mobilidade em muitos países e muitas cidades brasileiras. Aqui na Freguesia se propõe também a ser a força motriz que permitirá gerar mudanças gradativas e contundentes, direta e indiretamente, no perfil e hábitos do bairro no âmbito residencial, comercial e educacional, influenciando negócios, lazer e cultura.

A AMAF – Associação de Moradores e Amigos da Freguesia que sempre lutou pela melhoria do transporte e mobilidade no bairro tendo, já em 1983, pedido ciclovias para a Freguesia, promoveu passeios de bicicleta em defesa do Bosque da Freguesia, que originou a única ciclovia construída no bairro (Bosque da Freguesia-Barra) e que atualmente tem grande parte do seu trajeto deteriorado, revigora a sua luta através do apoio ao Projeto Vai de Bike Freguesia, iniciativa de moradores do bairro para alavancar a ideia de se criar um DNA socioeconômico com base no ciclismo.

A reativação da nossa única ciclovia com sua extensão até o centro do bairro, e a estruturação e implantação de uma rede de ciclovias na Freguesia e adjacências, interligadas em pontos estratégicos a carros elétricos, permitirá uma conexão limpa com outros modais como BRT, Metrô ou outros transportes de massa, constituindo pontos importantes considerados na proposta.

Câmeras espalhadas pelo bairro e uma central de monitoramento conectada a serviços públicos, com a possibilidade de tecnologia de reconhecimento facial, são iniciativas para que a população se sinta segura em nossa região.

Nossa comunicação deve ser o elo entre todas as iniciativas, logo buscaremos áreas públicas com internet gratuita de qualidade e um aplicativo que permita publicar e acompanhar tudo. O espelhamento das informações do aplicativo em painéis interativos nas esquinas e um painel central que publique em tempo real, impostos e outras informações de interesse público cumprirão essa tarefa.

Já é hora de utilizarmos tecnologias amplamente difundidas e bem-sucedidas em outros locais, por isso vamos buscar iluminação pública por LED e energia solar, projetos de incentivo ao uso de painéis solares em estabelecimentos residenciais e comerciais e a criação de usinas solares, para fazer do bairro um local energeticamente independente.

Precisamos intensificar projetos voltados à preservação ambiental, como coleta seletiva, regulamentação de catadores, usinas de reciclagem que se integram a laboratórios escolares para o desenvolvimento cientifico, reflorestamento de matas ciliares, despoluição de nossos rios e revitalização de áreas públicas, inclusive fomentando a parceria com escolas e academias para utilizá-las em sistema de rodízio.

Nossas crianças necessitam de atenção especial, que incluam o esporte e o DNA do bairro em sua educação, como campeonatos estudantis que incluam ciclismo, uso da bicicleta como principal meio de transporte escolar e cursos profissionalizantes em áreas afins.

Eventos esportivos mensais e empresariais trimestrais completam nossos objetivos de transformar a qualidade de vida e economia de nosso bairro para que a FREGUESIA seja um local onde qualquer pessoa do mundo gostaria de viver.

A AMAF apóia e convida você também apoiar essa ideia. Contribua com o que puder, tempo, dedicação, idéias, patrocínio, divulgação, assinatura. Tudo que a população for capaz de movimentar e contribuir, uma pedalada por vez, no final fará a diferença para todos.

Fotos do Lançamento do Projeto na Passarela da Freguesia em 15/12/2018

VDBF20181215lOK

VDBF20181215kOK

VDBF20181215jOKVDBF20181215iOK

VDBF20181215hOK

VDBF20181215gOKVDBF20181215fOKVDBF20181215eOK

VDBF20181215bOKVDBF20181215dOKVDBF20181215cOKVDBF20181215aOK

Fonte: AMAF – Associação de Moradores e Amigos da Freguesia

Voltar Próximo artigo