Sítio Burle Marx

15/02/2019 |
Assunto: , Turismo

Turismo20190215d

Artes, esculturas e uma área verde com plantas tropicais adornam a antiga residência do famoso paisagista

No coração da Zona Oeste carioca, a antiga residência do arquiteto e paisagista abriga uma das mais significativas coleções de plantas tropicais e subtropicais do mundo.

O Sítio Roberto Burle Marx é um Centro de Estudos de Paisagismo, Botânica e Conservação da Natureza inserido em uma região de vegetação nativa do Maciço da Pedra Branca, zona oeste da cidade do Rio de Janeiro.

Turismo20190215Burle

Roberto Burle Marx nasceu em São Paulo, mas veio para o Rio com apenas 4 anos de idade, foi um famoso paisagista e artista plástico brasileiro, reconhecido mundialmente por seus inúmeros projetos que concentram hoje mais duas mil praças e jardins elaborados ao redor do mundo. Aqui no Rio de Janeiro são dele os jardins da Cidade Universitária, o projeto de paisagismo do MAM, os jardins do Hotel Nacional em São Conrado, os jardins da casa de Roberto Marinho, que recentemente virou o Instituto Casa Roberto Marinho e sua obra mais completa e famosa o projeto de paisagismo do Aterro do Flamengo.

Residência de Burle Marx de 1973 até 1994, ano de sua morte, o sítio é hoje uma unidade especial vinculada ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

Turismo20190215b

O Sítio oferece em seus 365 mil m² uma viagem por jardins inigualavelmente belos. Detém um acervo botânico e paisagístico que inclui cerca de três mil e quinhentas espécies cultivadas, com ênfase em plantas tropicais autóctones do Brasil. Reconhecido como uma das mais importantes coleções de plantas vivas existentes no mundo, testemunho das profundas alterações sofridas pela natureza no país.

Na casa, tal como na época em Burle Marx lá vivia, encontram-se preservados o mobiliário, as coleções de arte sacra, pinturas e esculturas do próprio e de artistas contemporâneos, arte pré-colombiana, obras de arte popular brasileira em cerâmica do Vale do Jequitinhonha, objetos de decoração, bem como uma coleção de conchas.

A visita ao Sítio Burle Marx é uma oportunidade altamente inspiradora e rara para aumentar a conscientização sobre a importância da preservação da natureza, uma vez que observamos uma das mais importantes coleções de plantas tropicais do mundo.

Turismo20190215Igreja

Atividades culturais, como concertos musicais, cursos e exposições, são realizados ao longo do ano nas dependências do Sítio, em seus jardins e no ateliê de Burle Marx. No Dia de Santo Antônio, 13 de junho, a comunidade de Guaratiba reúne-se para uma procissão religiosa, que se forma no portão de entrada do Sítio e sobe o morro, passando pela alameda principal até a Capela. Ao final da missa, as crianças fazem a coroação de Santo Antônio. Durante o resto do ano, aos domingos, a Capela é também usada pelos habitantes da comunidade, como já faziam seus antepassados há 300 anos.

Turismo20190215a

Roberto era realmente uma pessoa muito criativa e no Sítio dá para ver cada detalhe dessa qualidade. Tem pinturas dele espalhadas por diversos locais, além de esculturas e objetos para a casa. Uma luminária incrível feita com plantas secas do próprio sítio é só uma das provas dessa criatividade toda. Formado em belas artes, ele ainda cantava ópera, tocava piano, falava 6 idiomas e cozinhava.

Turismo20190215c

O local conta com estacionamento (incluindo no valor do ingresso), bem como banheiros, bebedouros, fraldário e uma lojinha que fica na sede administrativa logo na entrada do parque.

Estrada Roberto Burle Marx, 2019 – Barra Guaratiba, Rio de Janeiro – RJ
Telefones: (21)2410-1412 e 2410-3021
FACEBOOK

Voltar Próximo artigo