Mitos e verdades sobre ar-condicionado automotivo

04/08/2018
| Colunista: , Flavio Leal
|
Assunto: , Automóveis

Ar-condicionado sujo pode prejudicar a saúde? – VERDADE

AutoCooler20180804

Quando o aparelho de ar-condicionado automotivo está com poeira acumulada em seus filtros, diversos problemas respiratórios podem ser causados. A troca dos filtros de cabine é uma ação obrigatória, que deve ocorrer à cada 10 mil km rodados, evitando um acúmulo excessivo de ácaros, fungos e bactérias causadoras de alergias.
Uma higienização total do aparelho também é necessária anualmente e aconselha-se que seja feita por um profissional especializado.

Para eliminar o mau cheiro, apenas com ajuda especializada? – MITO

Lugares como postos de combustível, auto-shoppings e hipermercados podem auxiliá-lo, pois nestes lugares é possível encontrar sprays especiais que você mesmo pode aplicar para higienizar o filtro de cabine e remover o mau cheiro. Caso o uso do produto não resolva, aí a solução será contatar uma empresa ou profissional especializado.

É primavera e o pólen das flores prejudica a climatização do veículo? – MITO

Essa afirmação não é verdadeira graças ao filtro de cabine. Essa é justamente uma das tarefas dele, de barrar o pólen e demais impurezas, evitando assim que contaminem o ar.

É prejudicial ao ar-condicionado que fique sem uso por muitos meses? – VERDADE

O sistema de ar precisa ser usado, devido à itens que não podem ser ressecados. Sendo assim, não é aconselhável que o aparelho fique desligado por longos períodos durante o ano e deve ser ligado com frequencia.

O painel do carro deve ser desmontado para realizar a higienização completa do aparelho? – MITO

Atualmente, a maioria dos profissionais utiliza, além da troca de filtros, a higienização com gás ozônio, que é uma técnica eficiente para eliminar fungos e bactérias. O gás é ecologicamente correto e geralmente atende o objetivo de higienizar o ar-condicionado.

Não há o que fazer para prolongar a vida útil do ar-condicionado veicular? – MITO

A regra serve para qualquer tipo de ar-condicionado automotivo, pois existem diversos cuidados que contribuem para o bom funcionamento do sistema. Ligá-lo uma vez por semana é importante para o não ressecamento das peças. Assim como nos modelos residenciais e empresariais, o ar-condicionado automotivo requer cuidados quanto ao seu uso e, principalmente, quanto à higienização.

Dá para instalar ar-condicionado em carros antigos? – Verdade

Embora não seja aconselhado, é perfeitamente possível levar o seu veículo em uma mecânica automotiva e encomendar a instalação de um aparelho de ar condicionado. Mas cuidado, há diversos fatores que devem ser levados em conta.
O ideal é que o carro venha com o acessório de fábrica, porque o carro sem ar-condicionado não foi projetado para lidar com o maquinário ou com o consumo de energia de um aparelho desses. Mas se você tem um modelo mais antigo, se comprou o carro de segunda mão ou mesmo se optou por comprá-lo de fábrica sem o ar-condicionado, então pode recorrer a instalação posterior, mas normalmente o preço da instalação não sai muito diferente do adicional na compra.

Voltar Próximo artigo