Entrevista: JOSÉ NELSON CARROZZINO – Presidente da Acija

26/11/2017 |
Assunto: , Associação Comercial

EntrevistaCarrozzino20171126FotoMembro da Acija há mais de 40 anos, o advogado José Nelson Carrozzino Filho é o mais novo presidente da associação. Confira nesta entrevista os planos de Carrozzino para a Associação Comercial e Industrial de Jacarepaguá e as expectativas dele em relação à crise do estado.

Revista Acija: O senhor vem desempenhando um papel importante na Acija há mais de 40 anos. Quais as motivações o levaram a assumir a presidência da associação neste momento tão complicado para o Rio de Janeiro?

José Nelson Carrozzino Filho: Como filho de Jacarepaguá entendo que a região precisa contar com o apoio de todos, dos moradores e, principalmente, dos empresários que ajudam a alavancar a economia do bairro. A minha experiência de vida e de gestão me faz acreditar que posso ajudar nesta missão. O momento é muito delicado para o estado e precisamos discutir soluções que possam tirar a economia do buraco, gerar mais empregos e trazer de volta a credibilidade que o Rio de Janeiro vem perdendo com tanta notícia ruim de violência, de desemprego e de corrupção.

RA: Quais são os desafios da sua gestão na asssociação?

JNCF: A crise chegou para todos, inclusive para a Acija. Identificamos que o número de associados diminuiu, pois muitos locais fecharam por conta da crise. A violência tem feito grandes empresas saírem do bairro, como a Johnson e a Fink, que ficavam perto da Avenida Comandante Guaranys. Nosso objetivo não é apenas atrair novos associados e sim manter os atuais e, para isso, estamos com algumas iniciativas.

RA: Quais são estas ações?

JNCF: Oferecer mais benefícios como cursos de capacitação para funcionários das empresas associadas, visando aprimorar o atendimento ao cliente, que é fundamental para o sucesso do negócio. Também estamos convidando especialistas para dar palestras. Acreditamos que a capacitação dos nossos associados pode contribuir muito para mudar este quadro. Além destas ações, vamos oferecer assistência contábil sem custo para o associado. Atualmente, ele já conta com atendimento jurídico e convênios com faculdades e escolas.

RA: A violência é um grande problema de Jacarepaguá e de todo o estado. A Acija é muito atuante junto ao poder público na sugestão de projetos que possam melhorar a situação do bairro. O que mais pode ser feito?

JNCF: Esse é um problema que tira o nosso sono. A violência vem aumentando mesmo com reforço no policiamento. As invasões são outro ponto negativo. Vamos continuar fazendo reuniões com as autoridades policiais e, vale lembrar, que a Acija sempre apoiou os batalhões e as delegacias, doando equipamentos, câmeras e até material de uso pessoal. Também é importante ressaltar que Jacarepaguá ganhou recentemente mais 64 agentes e mais 60 estão previstos para chegar até o final de setembro.

RA: E como está o relacionamento com a prefeitura?

JNCF: Está sendo bom. Temos conversado sobre melhorias no trânsito no bairro, que é outro transtorno que precisa ser melhorado, além de solicitar a finalização de obras como a da Clínica da Família. O diálogo precisa ser constante.

Fonte: Revista Acija – Set/Out/Nov 2017

Voltar Próximo artigo