CUIDADO COM O GÁS

16/03/2019
| Colunista: , Edison Parente
|
Assunto: , Gás, Segurança

Renascenca20190316

Cuidar da segurança do lar é essencial, contudo, não apenas contra a violência deve ser esse cuidado, mas também para diversos perigos e acidentes que podem acontecer dentro de casa onde menos se espera. Manter-se alerta quanto às maneiras certas de manter o lar de maneira saudável e longe de qualquer possível transtorno, é uma ótima saída para quem quer evitar aquela dor de cabeça.

Pensando nisso, a distribuidora oficial de gás na cidade do Rio de Janeiro, Gás Natural Fenosa, elaborou dicas de segurança para a instalação certa e eficiente de gás, um dos grandes violões de desastres dentro de casas, comércios etc. Leia e observe se a sua casa está dentro dos padrões e evite qualquer possível problema futuro.

VENTILAÇÃO
Durante a reforma, principalmente em locais onde há instalação de aparelhos a gás, é importante não excluir a ventilação permanente. Isso vale para áreas de serviço, cozinha e banheiro, onde geralmente estão os aquecedores a gás e fogões. Não se deve tirar uma janela ou colocar paredes ou qualquer objeto que impeçam a circulação permanente do ar.

LOCALIZAÇÃO DO AQUECEDOR
Se o seu aquecedor estiver instalado no banheiro, avalie a possibilidade de aproveitar a reforma para transferir o aparelho para a área de serviço, local mais indicado para instalação de aparelhos a gás.

REGISTRO DO GÁS
É comum que, durante a instalação de armários planejados, as pessoas escondam o registro do gás por uma questão estética. Entretanto, esta conduta é condenada pelas normas de segurança. Os registros devem ficar em locais de fácil acesso e bem visíveis, pois, em caso de escapamentos de gás ou por conta de qualquer outra necessidade, a distribuição de gás no local pode ser rapidamente interrompida.

PORTAS
Um dos itens verificados no local das instalações a gás é a ventilação inferior. O espaço entre a porta e o chão. Esse espaço deve ser suficiente para que o ar circule, impedindo a concentração de gás no cômodo onde estão aquecedores e fogões. Geralmente essa distância deve ser de 3 cm, dependendo do tamanho da porta.
Se for trocar as portas durante a reforma, fique atento para manter este espaço de ventilação nos ambientes que contam com aparelhos a gás.

VARANDA
Se você resolver ampliar a sala ou criar uma varanda gourmet por meio da colocação de cortina de vidro, não deixe de aprovar o seu projeto com a Ceg/Ceg Rio ou com a distribuidora de gás canalizado da sua região. Esse tipo de obra altera as condições de ventilação existentes e precisa ser avaliada previamente por profissionais especializados para garantir que a ventilação no local onde estão instalados os aparelhos a gás não seja comprometida.

ORGANIZAÇÃO ANTES DA REFORMA
Cuidado ao arrastar e deslocar aparelhos a gás durante uma reforma. A movimentação excessiva do fogão para realizar a reforma, pode afetar a conexão da mangueira de fornecimento de gás. Não faça movimentos bruscos com o aparelho e, após a conclusão da obra, certifique-se que as conexões estão seguras e bem ajustadas.

REFORMA DOS PISOS E PAREDES
Antes de quebrar paredes e pisos, é importante se certificar por onde passam as tubulações de gás. O ideal é que um profissional que conheça a planta da casa oriente a equipe de pedreiros para que não haja risco de danificar as tubulações. Alguns edifícios possuem um manual de manutenção, consulte o síndico.

MUDANÇA
Em caso de pequenas mudanças, é importante ficar atento à chaminé ou às mangueiras conectadas aos aparelhos a gás. Elas não podem estar em contato com móveis, materiais plásticos e instalações elétricas. As instalações elétricas, por exemplo, devem estar pelo menos, a 15 cm das instalações a gás.

Fonte: Renascença Revista Eletrônica – Out/Nov/Dez 2018

Voltar Próximo artigo