Comportamento nas redes sociais

30/10/2018 |
Assunto: , Comportamento, Internet, Rede Social

Agir com responsabilidade é fundamental no ambiente online, onde as informações se multiplicam rapidamente

Hilmar20181029

Recentemente, um profissional de Campinas (SP) foi demitido por justa causa da empresa onde trabalhava por ter postado, num grupo de WhatsApp composto por funcionários, mensagens se manifestando contra o uniforme da empresa. No conteúdo havia xingamentos em relação ao seu superior, que ficou sabendo e reportou ao patrão, o que foi suficiente para provocar a demissão. Em outro caso, uma segurada teve o auxílio-doença por depressão suspenso pelo INSS após postar fotos felizes no Facebook. As imagens e legendas alegres foram interpretadas como prova contra um diagnóstico psiquiátrico. Esses são dois exemplos de prejuízos causados por publicações mal-sucedidas que podem acontecer com qualquer pessoa.

As mídias sociais são importantes ferramentas de comunicação. Pelo grande poder de alcance, elas são capazes de ajudar a aproximar, permitir que as pessoas se conheçam e até se reencontrem. As redes também auxiliam na busca por ofertas de empregos, contribuem para que as pessoas se mantenham informadas e facilita a troca de informações entre os grupos. Elas se tornaram uma extensão da nossa vida, vivemos conectados e compartilhando informações a todo momento.

Por outro lado, se as redes sociais forem usadas de forma irresponsável, elas podem prejudicar um indivíduo ou um grupo de pessoas. A partir do momento que um conteúdo é lançado na rede, aquele que o publica deixa de ter controle sobre o post, que pode ser visualizado, compartilhado e sofrer comentários em questões de minutos.

Por isso, a recomendação é ter maturidade, responsabilidade e consciência antes de publicar qualquer conteúdo, seja ele texto ou foto, nas redes sociais. Essa é uma importante atitude para evitar casos de mal-estar que podem, inclusive, prejudicar o desenvolvimento da carreira e até afetar à segurança pessoal. Sobre a postura no trabalho, para o juiz do trabalho Rafael Marques de Setta, da 6ª Vara do Trabalho de Campinas, o funcionário que usa a rede de internet da empresa onde trabalha deve redobrar a atenção em relação ao conteúdo que publica em páginas pessoais. Isso vale tanto para emails corporativos quanto para redes sociais.

“A tendência da jurisprudência é que os emails corporativos podem ser analisados pela empresa, desde que o empregado tenha conhecimento prévio quanto a essa possibilidade. Com relação ao email pessoal, a tendência é que, mesmo usando a rede da empresa, o email não pode ser acessado pelo empregador”, explicou o juiz.

Entenda os efeitos da demissão por justa causa

A demissão por justa causa é a penalidade mais grave que um empregador pode aplicar sobre um funcionário. Permite a rescisão do contrato sem ônus para a empresa. Ou seja, o colaborador demitido não tem direito a receber os valores referentes ao aviso prévio, as férias proporcionais e a multa de 40% sobre o valor depositado no FGTS. Além disso, não pode acessar o dinheiro acumulado no FGTS e perde o direito a receber o seguro-desemprego.

Mas atenção aos empregadores: o funcionário só pode receber uma punição para cada irregularidade. Ou seja, a penalidade máxima não pode ser aplicada se o empregado já foi punido, com suspensão ou advertência, por exemplo, diante de um único fato.

Estatísticas das Redes

* 72% de todos os usuários da Internet estão agora ativos em mídias sociais
* 89% das pessoas entre 18 e 29 anos são usuárias de mídia social
* 72% dos indivíduos com idades entre 30 a 49 estão envolvidos em mídia social
* 60% das pessoas entre 50 a 60 anos estão ativas na mídia social
* 43% das pessoas de mais 65 anos estão engajadas em mídia social
* 71% dos usuários acessam as mídias sociais a partir de um dispositivo móvel

Postura adequada e esperada nas redes

Em um mundo que está em constante transformação e cada vez mais conectado, como fazer para evitar saias justas em casa, na família, na roda de amigos e até no trabalho? Convidamos a profissional de Recursos Humanos Norma Tridon para falar sobre as redes sociais e dar orientações de como é possível se comportar diante dessa ferramenta de comunicação.

Revista Hilmar: Para que as mídias sociais servem e quais benefícios dessas plataformas para as pessoas?
Norma: As mídias sociais, nos dias de hoje, são imprescindíveis na vida das pessoas, para a vida profissional, pessoal, divulgação de serviços. Mas claro que seu uso deve ser dosado, pois é muito fácil se viciar, e com isso esquecer o melhor da vida: o contato pessoal, cara a cara.

Revista Hilmar: Quais as principais orientações para o comportamento das pessoas em geral, e também de funcionários de uma empresa, nas redes sociais? O que é esperado?
Norma: Cada empresa deverá deixar bem claro quais critérios seus colaboradores devem seguir. Caso haja permissão ao acesso às redes sociais e o uso de smartphones, esses devem ser dosados e sempre de acordo com as regras propostas pela empresa. Cabe ao funcionário ter bom senso nessa utilização.

Revista Hilmar: Por que é tão importante ter maturidade, responsabilidade e consciência antes de publicar qualquer conteúdo, seja ele texto ou foto, nas redes sociais?
Norma: Todas as empresas hoje em dia observam o comportamento de seus colabores nas redes sociais – ele espelha exatamente quem você é, o que pensa. Palavras grosseiras, compartilhamento de imagens impróprias, notícias sem verificação de sua veracidade não condizem com a etiqueta nas redes. E falar mal da empresa, nem pensar.

Revista Hilmar: A mesma recomendação vale para o WhatsApp? Por quê?
Norma: Vale mais ainda, principalmente para quem atende pessoas. É muito deselegante conversar com alguém olhando o celular. Nada de ficar desfilando com o celular pelos corredores, de olho na tela, e sempre mantê-lo no modo silencioso ou vibratório. Consultá-lo em reuniões, somente se você precisar atender uma chamada de urgência, não se esquecendo de avisar aos presentes de sua necessidade. E seja breve.

Revista Hilmar: Quais os principais impactos negativos de uma publicação mal-sucedida na vida da pessoa?
Norma: Na rede você é o que você publica, então não queime o seu filme passando informações que possam comprometer a sua reputação.

Revista Hilmar: Como a segurança da pessoa pode ser afetada?
Norma: A exposição de dados pessoais pode dar oportunidade a qualquer eventualidade, lembre-se sempre de restringir o acesso de quem vê o que você publica. Seja discreto e cuidadoso.

Revista Hilmar: Qual o maior risco das redes sociais para uma companhia? De que forma a reverberação de uma publicação pode prejudicar a imagem e reputação de uma empresa?
Norma: Como disse antes, você é o que você publica. Isso também vale para qualquer empresa que deseja manter seus clientes fiéis e divulgadores de seus serviços e produtos.

Revista Hilmar: Pode dar exemplos de uso inadequado das redes sociais?
Norma: Palavrões, divulgação de fotos com cenas chocantes ou notícias sem confirmação de veracidade, roupas, gestos inadequados, erros de gramática. Na dúvida, troque a palavra por um sinônimo.

Revista Hilmar: Pode dar dicas de boas práticas nas redes sociais?
Norma: Seja cuidadoso, pense bem antes de postar e sempre se coloque no lugar de quem vai ver aquilo. Lembre-se de que você vai ser sempre lembrado pela gafe, já que uma vez publicado, não tem mais volta.

Dicas de etiqueta na internet

Separamos 20 dicas, batizadas pelo consultor em marketing digital Walmir Lima como Netiqueta. Leia e releia essas regras de bom senso e não se esqueça: use a rede com moderação.

  1. Evite enviar mensagens EXCLUSIVAMENTE EM MAIÚSCULAS. Se bem empregadas, as maiúsculas podem ajudar a destacar, mas em excesso, a prática é compreendida como se você estivesse gritando, podendo causar irritação ou fazer com que o interlocutor se sinta ofendido;
  2. Para enfatizar frases e palavras use os recursos de sublinhar e negrito;
  3. Seja claro e objetivo;
  4. Produza textos de leitura fácil;
  5. A maioria das pessoas na Internet vai conhecê-lo somente através de como você escrever, portanto, cuide da correção ortográfica e gramatical;
  6. Separe os parágrafos com linhas em branco;
  7. Considere abordar apenas um assunto por mensagem;
  8. Quando for inevitável uma mensagem mais longa avise na linha de assunto. Por exemplo: Subject: reunião (msg longa!);
  9. Quando participar de um fórum não use acentos;
  10. Procure responder a todas as mensagens pessoais;
  11. Lembre-se de agradecer às pessoas que o ajudarem;
  12. Ao responder mensagens, cite sempre a mensagem respondida, indicando quem disse o quê. Ou seja, deixe claro qual mensagem e quais questões está respondendo;
  13. Todo fórum tem seus cabeças brancas, que ganharam o respeito dos outros membros ao longo de anos. Basta uma crítica leviana a um desses membros veteranos e terá a inimizade de todos os seus amigos e admiradores, provavelmente do grupo inteiro;
  14. Evite palavrões, expresse sempre as suas ideias de um modo claro, simples e com uma linguagem precisa;
  15. É difícil descobrir quando uma pessoa está falando alguma coisa em tom de brincadeira, se está realmente bravo ou feliz, ou se está sendo irônico, em um ambiente no qual só há texto; por isso, entram em cena os smileys. Comece a usá-los;
  16. Ninguém tem paciência para ler 500 linhas de texto que podiam ser resumidas a duas ou três. Seja conciso e concreto naquilo que quer dizer. Poupe as palavras e mantenha-se fiel à ideia principal que quer passar;
  17. Respeite para ser respeitado e trate os outros como você gostaria de ser tratado;
  18. Evite escrever em outra língua quando não solicitado (no caso, quando o assunto é tratado em português, a pessoa escreve em inglês só para se mostrar);
  19. Utilizar poucos emoticons;
  20. Procure não levar tudo que se vê na internet ou em fóruns de discussão a sério, se não você pode passar a aparência de ser uma pessoa chata.

Fonte: Revista Hilmar 34

Voltar Próximo artigo