Ar condicionado automotivo: dicas para manutenção e conservação

03/12/2018
| Colunista: , Flavio Leal
|
Assunto: , Ar Condicionado, Automóveis

AutoCooler20181203

Antigamente considerado um item de luxo, o ar condicionado automotivo tem sido cada vez mais uma necessidade dos dias modernos. As pessoas dependem dos carros para trabalhar, estudar ou percorrer grandes distâncias com engarrafamentos e lentidão no trânsito em diversas cidades do país, o conforto é cada vez mais priorizado na hora da compra, e o ar condicionado pode fazer toda a diferença em um trajeto agradável e tranquilo.

Além de sua utilidade mais óbvia, que é diminuir a temperatura dentro do carro, o ar condicionado automotivo diminui os ruídos externos, aumentando a concentração do motorista e o conforto dos passageiros; evita a entrada de odores externos, fumaça e poeira; e até aumenta a segurança, já que permite trafegar com todos os vidros fechados. Em um país tropical como o Brasil, é fácil perceber que um bom ar condicionado é um investimento que vale a pena.

Porém, tão importante quanto as especificações dos aparelhos na hora da compra ou da instalação, é a manutenção necessária para o seu bom funcionamento. Muitas vezes, o motorista só se lembra das regrinhas de conservação do ar condicionado automotivo quando ele começa a apresentar algum problema. Para conservar a qualidade do ar dentro do veículo e usar corretamente o aparelho, confira nossas dicas.

Use o ar condicionado automotivo regularmente

Não é necessário usar o ar condicionado todos os dias, mas o uso regular previne diversos problemas de funcionamento e não interfere no consumo de combustível do veículo. Manter o equipamento ligado, mesmo que apenas por alguns minutos, em média uma vez por semana, evita o ressecamento das mangueiras, que é a maior causa de vazamento do gás refrigerante e pode danificar gravemente o equipamento.

Tenha cautela quando o carro permanecer estacionado sob o sol

Se a temperatura interior do veículo estiver muito alta – quando ele permanece estacionado sob o sol forte, por exemplo – o primeiro instinto do motorista ao entrar é imediatamente ligar o ar condicionado. Porém, esse hábito pode danificar o aparelho. O correto é abrir as janelas, para que o ar quente circule, e só então dar partida no veículo e ligar o ar condicionado, com as saídas de ar voltadas para cima, dessa forma, o resfriamento ocorre mais rapidamente.

Use com moderação o botão de recirculação

O botão de recirculação do ar condicionado automotivo oferece um resfriamento mais rápido, mas não deve ser usado de forma habitual, já que pode sobrecarregar o aparelho e saturar o ar no interior do carro. Esse recurso é indicado quando o carro estiver trafegando por áreas com grande concentração de fumaça e poluição.

Providencie a limpeza do aparelho a cada seis meses

O aparelho de ar condicionado automotivo deve passar por uma limpeza a cada seis meses, independente da frequência de uso ou do tipo de equipamento. Sem a manutenção adequada, ele pode acumular bactérias e fungos que comprometem a qualidade do ar e transmitem doenças.

A revisão e limpeza devem ser feitas em uma oficina especializada, que irá avaliar as condições do filtro de ar, das mangueiras e da grade, e substituir itens danificados. Durante a limpeza, é aplicado também um produto em spray para higienizar e desinfectar a tubulação, garantindo a qualidade do ar e a conservação do aparelho.

A manutenção correta do ar condicionado automotivo deve fazer parte do calendário de manutenção do veículo, para garantir trajetos confortáveis e não prejudicar o bolso.

Voltar Próximo artigo