AOS CORRETORES DE IMÓVEIS

18/03/2019
| Colunista: , Edison Parente
|
Assunto: , Comportamento, Imóveis, Tecnologia, Treinamento

CARTA ABERTA DE INTERESSE PÚBLICO AOS CORETORES DE IMÓVEIS

Renascenca20190318

Há UMA REVOLUÇÃO acontecendo lá fora. A era dos Jetsons já chegou, pessoas comuns sendo enviadas para o espaço em espaçonaves que parecem mais aviões intergalácticos, camisas inteligentes que te avisam sobre seus sinais vitais, impressoras 3D construindo prédios, softwares robôs que se comunicam com uma linguagem própria, carros autônomos autodirigidos e por aí vai.

E nosso segmento não está à margem disso tudo. Tenho 25 anos de mercado imobiliário e NUNCA vi nada como o que está acontecendo hoje. Nosso mercado já foi a bola da vez pra se ganhar dinheiro da forma tradicional, agora somos o mercado da diferenciação tecnológica com facilitação de processos e baixa “burrocracia”.

Inteligência artificial, algoritmos, internet das coisas (IOT), learning machine, disrupção tecnológica, realidade virtual, desintermediação, chatbots e jornada do lead, são algumas palavras que devem estar no vocabulário do novo corretor de imóveis, tanto quanto registro de imóveis, averbação, arras, locador, locatário etc.

O jeito de vender, comprar ou alugar imóveis mudou para sempre, o que fazemos agora, vai mudar significativamente em 12 meses e assim por diante. É a profecia da Lei de Moore: a tecnologia no ramo imobiliário vai dobrar a casa 12 meses, a custos e maneiras cada vez mais acessíveis.

O departamento de tecnologia das imobiliárias será cada vez maior e mais estratégico, acostume-se a ter um colega nerd dando dicas de como vender melhor, pois a plataforma imobiliária é a tendência. A forma de atender um cliente, mostrar um imóvel e fechar um negócio está totalmente diferente de como era feito há 2 anos. O consumidor não tem mais paciência de esperar pelo corretor, ligar 2 ou 3 vezes para agendar uma visita ou a demora na aprovação do seu crédito. Não existe mais fidelidade do cliente!

Atualize-se, participe de treinamentos dentro e fora da sua área, esteja aberto a novas oportunidades, escute, procure saber, participe de grupos de relacionamento de corretores, enfim, crie relevância e autoridade em volta do seu nome.

É um mundo de novas emoções e muito instigante. Temos muita sorte de estar participando desse novo mundo, de pegar a história desde o começo. Assim como uma criança que nasce com um iPhone na mão, todos esses estranhos acontecimentos no nosso mercado serão mais naturais para quem está nele agora, diferente para quem já está há anos trabalhando e tem muita dificuldade de entender e acreditar no que seus olhos veem. Esses colegas, infelizmente, cairão no ostracismo da história e em pouco tempo não estarão mais na nossa profissão ou encontrarão muita dificuldade. Quando precisarem se adaptar, depois de perderem muito tempo, já será tarde demais. E, acreditem, 90% dos corretores ainda estão achando que toda essa inovação não é nada demais, nenhuma revolução está ocorrendo e estão esperando tudo continuar como está, enquanto o mesmo percentual de clientes está ávido por mais tecnologia, agilidade e alternativas.

Nos últimos anos as startups imobiliárias, chamadas Construtechs, injetaram quase 4,5 bilhões de dólares no mercado.

Assinatura eletrônica, aplicativo para corretor com avaliação do seu score igual ao Uber, realidade 3D, caixa porta chaves nos imóveis, marcação de visitas on line e on time, aprovação de credito instantânea, desintermediação, flexibilização das garantias, são algumas mudanças que já são realidade.

Em poucos anos estimo que boa parte dos negócios imobiliários serão fechados sem haver sequer uma visita ao imóvel ou a imobiliária, pois a tecnologia 3D e o uso de bons aplicativos, somados a maior confiança do consumidor em comprar pela internet, serão a regra entre nossos negócios. A geração Z e Alpha em poucos anos vão se transformar na maioria da população.

Por fim, seja honesto, não procure ganhar dinheiro a qualquer custo, sua reputação uma vez manchada, nunca mais volta ao normal, o mercado se conhece, sabemos quem é quem e não damos abertura para aqueles que não se alinham aos nossos valores. Procure ter um propósito em sua profissão, crie uma missão pra você, atenda o cliente para resolver um problema dele e não seu. Quanto mais problemas resolver, mais clientes terá!

Prepare-se com honestidade e propósito para o futuro, pois ele está passando em frente aos nossos olhos!

Boa sorte daqui para frente a todos os colegas.

Voltar Próximo artigo