A guerra do trânsito: Automóveis, Motos e Bicicletas

12/09/2015
| Colunista: , Flavio Leal
|
Assunto: , Automóveis, Mobilidade

No Brasil, acidentes matam 40.000 pessoas por ano. O espaço para os veículos transitarem não aumenta, mas cada vez mais carros, motos e bicicletas entram na guerra.

x-default

Está na hora de hastear a bandeira branca e melhorar a convivência, o respeito às leis de trânsito é primordial.

A primeira regra básica é: o maior protege o menor, o mais fraco tem que ser protegido.

Atualmente, 40 motociclistas morrem por dia no país e 11 acidentes envolvendo motos ocorrem diariamente no Rio.

Depois dos pedestres, os motociclistas são os seres mais frágeis nessa guerra.

Os ciclistas são ameaçados pelos veículos motorizados, mas também são uma ameaça aos pedestres. As bicicletas, como qualquer carro ou moto, devem obedecer aos sinais de trânsito.

Alguns Conselhos

* Dependendo do percurso, vá a pé. Seria melhor se as calçadas fossem bem cuidadas, as ruas arborizadas e as faixas de pedestre respeitadas.

* Priorize a bicicleta, sempre que possível. Tem que ver se há lugar para guardá-la no destino e se você tem condições físicas para fazer o trajeto.

* O ônibus e/ou metrô são a terceira opção.

* Moto e carro, só se não houver outro jeito.

Voltar Próximo artigo